Caos Urbano, Governos do PSDB, São Paulo

São Paulo tem o metrô mais lotado e caro do mundo

O metrô da cidade de São Paulo é o menor e o mais lotado entre as metrópoles mundiais.  Quando o PSDB assumiu o governo em São Paulo em 1995, a rede metroviária tinha 43,4 quilômetros de extensão. Atualmente, tem 69.

Nesses 15 anos, o metrô avançou apenas 18,9 quilômetros, o que dá uma média de crescimento de apenas 1,26 quilômetros ao ano. Entre as grandes capitais do mundo, a rede só é maior que a de Buenos Aires, mas transporta quatro vezes mais passageiros por quilômetro instalado.

Segundo pesquisa da Comunidade de Metrôs (CoMET, na sigla em inglês), organização que reúne os 11 principais sistemas de transporte sobre trilhos no mundo. Atualmente, a Companhia do Metropolitano de São Paulo transporta 10 milhões de passageiros por km de linha, enquanto em Moscou, na Rússia, são 8,6 mi/km, e em Xangai, na China, são 7 mi/km.

A superlotação no metrô de São Paulo pode ser explicada por dois fatores. De um lado, houve acréscimo de 750 mil passageiros por dia, observado pelos técnicos estaduais desde a adesão ao bilhete único, em 2006. Só a Linha 3-Vermelha, a mais movimentada, ganhou, em média, 70 mil novos passageiros por dia. Nos horários de pico, os vagões passaram a receber até 8,6 passageiros por m² – o limite “suportável” é de 6 pessoas por m², segundo padrões internacionais. Por segurança, a companhia reduziu em 10% a velocidade média das composições, elevando em até 4 minutos o tempo de viagem.

O outro aspecto que ajuda a entender a superlotação é o tamanho da rede – a menor entre as 11 maiores do mundo. Os 11 milhões de habitantes de São Paulo têm à disposição 69 km de linhas. Com 5,5 milhões de moradores, Santiago, no Chile, oferece 83,2 km. Detalhe: os dois sistemas começaram a ser construídos praticamente juntos, na década de 1970.

Todas as linhas em construção estão com os cronogramas atrasados e neles ocorreram acidentes graves, como o desabamento da futura Estação Pinheiros, em janeiro de 2007, quando morreram sete pessoas. Há denúncias de pagamento de propina pela empresa Alstom a funcionários do governo estadual para ganhar licitações do Metrô. O Ministério Público Federal e Estadual está coinvestigando o caso, assim como a justiça da Suíça.

O custo de implantação também é alto. A cidade de Madri, de 1995 a 2003, construiu 40 quilômetros de rede metroviária ao custo de US$ 42 milhões o quilômetro. Segundo o governo estadual, o custo do quilômetro em São Paulo é de R$ 400 milhões, o equivalente a 229 milhões de dólares americanos, ao câmbio de R$ 1,74 do dia 27 de novembro de 2009.

A manutenção do metrô vem piorando. Os acidentes têm ocorrido de forma mais corriqueira e afetado a qualidade do serviço. Em 2009, foram inúmeras as paralisações dos trens por problemas mecânicos. No dia 25 de novembro, pela primeira vez na história da Companhia, dois trens colidiram.

No tocante a tarifas, o metrô de São Paulo cobra passagens mais caras do que os do México, Buenos Aires e de Santiago. Em São Paulo a tarifa é quase 10 vezes a do México, cinco vezes mais a de Buenos Aires e 61% maior do que a de Santiago.

Fontes:

http://www.visaooeste.com.br/cidades/354_o_metro_mais_lotado_do_mundo.html

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL751741-5598,00.html

http://bogdopaulinho.blogspot.com/2010/03/sao-paulo-o-metro-mais-lotado-do-mundo.html

http://transparenciasaopaulo.blogspot.com/2010/04/metro-de-sao-paulo-chega-limite-de_22.html

3 comentários sobre “São Paulo tem o metrô mais lotado e caro do mundo

  1. Sera que nos brasileiros vamos deixar isso acontecer até quando?
    o Timão perde todo mundo faz que não gostou o metro ta assim e ninguem se esforça para lutarmos pelos nossos direitos , agente tem que protestar isso protesto

Dê sua opinião:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s