Corrupção, CPIs, José Serra, São Paulo

Desembargador manda soltar o bicheiro Cachoeira. Qual foi a reação de José Serra?

Do Zero Hora:

Preso há mais de três meses no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília, o contraventor Carlinhos Cachoeira teve seu pedido de habeas corpus aceito pelo desembargador Fernando Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1).

No entanto, o bicheiro deverá permanecer preso.

A informação foi confirmada pelo advogado de Cachoeira, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. Segundo Thomaz Bastos, o seu cliente ainda tem outro mandado de prisão em vigor. Este expedido em decorrência da Operação Saint Michel, da Polícia Civil, que investiga desdobramento do esquema criminoso no Distrito Federal.

Thomaz Bastos afirmou que, neste sábado, deverá entrar com novo pedido na Justiça do DF para tentar obter a soltura também no processo da Saint Michel. Como o plantão do TJ do Distrito Federal funciona até a meia-noite de domingo, a tendência é que a decisão saia ainda no fim de semana, provavelmente no sábado, já que pedidos referentes a réus presos têm prioridade de tramitação.

O habeas corpus concedido nesta sexta-feira é relativo à Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. A defesa de Cachoeira havia entrado com pedido de extensão em outro habeas corpus deferido pelo desembargador Tourinho Neto na última quarta-feira, que determinou a soltura de José Olimpio de Queiroga Neto, que pertencia ao grupo de Cachoeira.

Cachoeira ainda pode ser beneficiado com a anulação das provas da operação da Polícia Federal, pois nesta terça-feira (12), o desembargador Tourinho Neto, um dos três magistrados da terceira turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), que analisa o caso, considerou ilegais as gravações feitas pela PF. O processo parou por conta de um pedido de vista do também desembargador Cândido Ribeiro e não tem prazo para ser retomado, mas se Ribeiro ou o juiz federal Marcos Augusto de Sousa, que completa a terceira turma do TRF1, acompanharem o voto de Tourinho, Cachoeira será colocado em liberdade.

Além dos envolvidos na máfia do Cachoeira, como Demóstenes Torres (ex-DEM), José Serra também tem o que comemorar. O deputado Dr. Rosinha (PT-PR), membro da CPMI do Cachoeira, quer que Serra explique os contratos firmados entre a Prefeitura de São Paulo, quando o tucano era prefeito, e a Delta Construções, empresa envolvida em escutas telefônicas da Polícia Federal nas investigações do contraventor. A Delta seria o braço operacional e financeiro do bicheiro.

Do ABCD Maior:

“A construtora Delta chegou à Prefeitura de São Paulo quando o Serra era prefeito e depois aprofundou suas contas com o governo do Estado, quando ele era governador”, justificou o deputado, em seu site.
Dr. Rosinha também quer ouvir o ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.), Paulo Viera de Souza, o Paulo Preto, que ficou conhecido durante as eleições de 2010, por ter supostamente “sumido” com R$ 4 milhões da campanha derrotada de Serra à presidência.

Caso
À revista IstoÉ, Pagot contou detalhes sobre como, no exercício do cargo de diretor do DNIT, foi pressionado pelo governo de José Serra a aprovar aditivos ao trecho sul do Rodoanel. De acordo com Pagot, um “procurador” de umas das empreiteiras da obra chegou a lhe avisar: “Você tem que se prevenir, tem 8% entrando lá”. Pagot garantiu que “60% eram para o Serra, 20% para o Kassab e 20% para o Alckmin”.

Pagot ainda contou que recebeu pressões para liberar R$ 264 milhões em aditivos para a conclusão do trecho sul do Rodoanel. Disse que, em meados de 2009, o então diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, solicitou uma audiência no DNIT. Levou assessores, engenheiros e um procurador para tentar convencer Pagot a liberar a quantia.

Segundo apuração do blog Transparência SP A Delta teve pelo menos 27 contratos com o governo do Estado de SP de 2002 a 2011, principalmente com o DER, o DAEE e a SABESP. Segue abaixo a lista de contratos:

 

Com a liberdade do bicheiro Carlinhos Cachoeira e a anulação de provas,  a CPMI pode ter seus trabalhos paralisados e, assim José Serra não precisará explicar sua relação com a Delta. Por isso, José Serra tem muito a comemorar:

Um comentário sobre “Desembargador manda soltar o bicheiro Cachoeira. Qual foi a reação de José Serra?

  1. Que vergonha de ser brasileiro nesse momento! Nosso País está a um fio de ser dominado por BANDIDOS! estão a fazer com que a Polícia Federal cruzem os braços e deixem correr frouxo a bandidagem. Isso é um ohroooooooooooooooooooooooooo!!!

Dê sua opinião:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s