A - Minhas Postagens

Argentina tem 1,4 milhão de novos pobres em 4 meses de governo Macri. Alguém esperava algo diferente de um governo neoliberal? Mauricio Macri se tornou presidente da Argentina com a “pobreza zero” entre suas prioridades, mas o início da sua gestão avança na direção oposta. Nos primeiros três meses do ano, há mais 1,4 milhão de novos pobres na Argentina, 5,5 pontos, de acordo com estimativas do Observatório da Dívida Social da Universidade Católica Argentina (UCA). Na ausência de números oficiais, este organismo, muito respeitado neste assunto até pelos macristas, assegura que em meados de março cerca de 13 milhões de pessoas não tinham renda suficiente para satisfazer suas necessidades básicas, 34,5% do total argentinos A causa principal é o forte aumento dos preços, especialmente de alimentos, que dispararam cerca de 10% nos primeiros três meses do ano. É o índice de pobreza “mais alto dos últimos sete anos”, disse o diretor do observatório, Agustín Salvia, em entrevista coletiva. Salvia manifestou preocupação com a “difícil” situação econômica que atravessa a Argentina, devido ao rápido aumento do custo de vida e as consequências sobre os mais vulneráveis. http://ift.tt/1TrMzpF http://ift.tt/1REOqWL http://ift.tt/1RP8q4F

Anúncios

Dê sua opinião:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s